07 Dicas para Acabar com a Alta Rotatividade de Funcionários

saindo-do-empregoA rotatividade de funcionários nas empresas, também conhecida como turnover, é a frequência com que os colaboradores entram e saem de uma organização. Infelizmente, a alta rotatividade de funcionários não representa algo bom para a empresa, os índices podem ter relação direta com o nível de satisfação e felicidade do empregado no ambiente de trabalho.

Situações como insatisfação com a diretoria, incompatibilidade com os valores e cultura da organização, além da inadequação com o cargo ocupado, podem ser indicativos da alta rotatividade de pessoal que precisa ser combatida.

Hoje, manter a estabilidade de funcionários na empresa representa um fator estratégico para, tendo em vista que demissões, admissões e reposição constante de funcionários implicam em altos custos financeiros e também demandam tempo às organizações.

Por isso, neste artigo você entenderá as causas que levam as empresas a ter uma alta rotatividade de funcionários e como evitar essas situações adotando medidas e estratégias de controle. Uma boa leitura!

Principais causas da alta rotatividade de funcionários nas empresas

Antes de prosseguirmos com o tema é necessário salientar que é natural que os colaboradores peçam demissão em algum momento. Isso não está necessariamente ligado a fatores de insatisfação com a empresa, pode haver razões diversas, principalmente motivos pessoais — como viagens, mudanças, doenças e etc.

Contudo, no geral, o que mais causa a rotatividade de funcionários nas empresas é a insatisfação com questões internas relacionadas ao ambiente de trabalho, fazendo com que os funcionários sintam-se desmotivados e procurem outras oportunidades de trabalho.

Abaixo você encontrará as causas mais comuns que levam as empresas a ter uma grande rotatividade de funcionários:

  • Falta de identificação do colaborador com as atividades realizadas;
  • Conflitos com os colegas e ambiente hostil;
  • Liderança e gestão ruim;
  • Insatisfação com o salário e falta de benefícios;
  • Falta de plano de carreira e oportunidades de crescimento;
  • Estresse e sobrecarga emocional;
  • Favoritismo;
  • Desacordo com as políticas e valores da empresa;
  • Falta de transparência na comunicação organizacional;
  • Políticas de desenvolvimento insatisfatórias na organização;
  •  Falta de organização nos processos internos;
  • Rotina maçante e improdutiva.

Consequências provenientes da alta rotatividade de funcionários

Conforme citado, ter uma alta rotatividade de funcionários na empresa não é um bom sinal, por vezes, pode significar que a gestão de pessoas e a falta de organização nos processos internos estão afetando diretamente a satisfação e produtividade dos funcionários.

Dessa maneira, a grande rotatividade de funcionários nas organizações pode trazer consequências diretas à gestão das empresas, como:

  • Clima instável no ambiente de trabalho e baixa confiança interna entre os profissionais;
  • Retrabalho com treinamentos e ambientação de colaboradores;
  • Excesso de gastos de tempo e recursos com recrutamento, seleção e treinamento de pessoal;
  •  Gastos financeiros excessivos com rescisões;
  • Rumores sobre “corte” na empresa, o que desestabiliza o ambiente de trabalho;
  • Desmotivação por ambas as partes da equipe: tanto para as lideranças quanto para o restante dos colaboradores;
  • Fragilidade na relação entre líderes e liderados;
  • Comprometimento da reputação da empresa como um bom lugar para se trabalhar;
  • Comentários e relatos de experiências indesejáveis de ex-colaboradores nas mídias sociais da empresa.

Dicas para combater a alta rotatividade de funcionários nas empresas

Se você não quer perder os bons funcionários que tem é necessário observar se alguma das situações acima ocorre em sua empresa. É obrigação dos gestores e líderes identificar quais as principais causas que estão levando a empresa a ter uma excessiva rotatividade de funcionários.

Pensando em ajudá-lo, listamos algumas dicas para que você combata essa situação na sua empresa e mantenha a estabilidade dos funcionários, confira:

1.     Escute os colaboradores

O primeiro passo para entender o que tem deixado os colaboradores insatisfeitos é ouvir os seus reais motivos.

Para isso, é necessário realizar reuniões para entender o que tem desmotivado os colaboradores ao ponto de levá-los a pedir demissão. Dessa maneira, você poderá melhorar os pontos negativos que foram indicados pelos funcionários.

2.     Gere identificação com os valores e cultura da empresa

Faça com que as pessoas se identifiquem com a causa da sua empresa, dessa forma, elas terão um motivo para se doar e acreditar no seu projeto.

Esse processo deve começar no momento da contratação e não basta que você “crie” uma causa para identificação, é necessário que ela seja verdadeira e que motive as pessoas a se engajarem para lhe ajudar. Se você pregar valores que não agradam as pessoas e tomar ações que prejudiquem os seus clientes, saiba que não terá o apoio dos seus colaboradores.

3.     Valorize os colaboradores

O colaborador precisa sentir que o seu trabalho é valorizado e que ele agrega valor à sua empresa e aos seus clientes. Dessa forma, a obrigação da gestão é valorizar o trabalho desse colaborador além de remunerá-lo e recompensá-lo justamente.

4.     Dê oportunidades de desenvolvimento

Empresas que oferecem oportunidades de capacitação e crescimento são frequentemente escolhidas por bons profissionais e fazem com que os mesmos se engajem mais nas atividades.

O feedback é muito importante para que assim o colaborador sinta que é importante para a empresa, aliás, o feedback é uma das principais ferramentas de desenvolvimento. No momento do desligamento, não abra mão de uma entrevista de desligamento para obter o feedback do colaborador para com o negócio e seus gestores.

5.     Crie relações amistosas

Criar um ambiente de trabalho em que as relações entre os pares são de confiança e colaboração tende a ser um bom motivo para reter os colaboradores.

Os funcionários se motivam quando se sentem ajudados e acolhidos. Por isso, um ambiente hostil e de difícil relacionamento entre a equipe só afasta os colaboradores e incentiva os pedidos de demissão.

6.     Apresente uma liderança confiável

O líder deve ser exemplo para os funcionários, inspirando confiança e admiração à equipe. Quando isso ocorre de forma eficiente, o engajamento, a motivação e o comprometimento com os resultados será muito maior por parte da equipe.

7.     Ofereça remuneração e benefícios justos

As políticas relacionadas à remuneração devem estar claras para os colaboradores e alinhadas às práticas de mercado. É necessário que a remuneração e os benefícios oferecidos sejam justos aos funcionários, deixando claro para todos sobre as políticas de meritocracia e oferecendo oportunidades de crescimento justas.

Evitar a alta rotatividade de funcionários já é uma realidade nas organizações, isso porque a situação reflete negativamente na reputação da empresa. Para isso, é necessário ter uma gestão eficiente, capaz de saber gerir da melhor forma os processos internos para que os mesmos não reflitam de forma negativa no desempenho e na satisfação dos funcionários.

Você conhece mais alguma dica capaz de combater a alta rotatividade de funcionários na empresa? Compartilhe conosco a sua opinião deixando um comentário neste post!

Os comentários foram encerrados, mas trackbacks e pingbacks estão abertos.